NEUROCIÊNCIAS, EMOÇÕES

20835 - CURSO DE NEUROCIÊNCIA, EMOÇÕES, MOTIVAÇÃO, SOCIABILIDADE E INTELIGÊNCIA NO ENSINO INFANTIL E FUNDAMENTAL

Neste curso serão abordados cincos aspectos da aprendizagem na infância em que a neurociência tem evoluído de maneira robusta no entendimento dos seus mecanismos: as emoções, o contágio emocional e a motivação, a sociabilidade, a personalidade e a inteligência. Um último tema de grande importância, as funções executivas, será tratado no último módulo, integrando essas diferentes habilidades dentro da aprendizagem escolar.


O CURSO

A neurociência tem evoluído de maneira robusta no entendimento dos mecanismos de diversos aspectos da aprendizagem na infância: as emoções, o contágio emocional e a motivação, a sociabilidade, a personalidade e a inteligência. Ainda, as funções executivas integram essas diferentes habilidades dentro da aprendizagem escolar. Todos esses processos são particularmente importantes na infância, período em que os novos circuitos neurais estão se formando a partir das experiências vividas. O resultado da interação entre a emoção, o contágio emocional e a motivação é um ambiente facilitador para a aprendizagem coletiva, sendo a sociabilidade fundamental na aprendizagem infantil. Compreender a construção da personalidade e da inteligência e como são influenciadas por fatores como a educação, o ambiente familiar ou estímulos do meio ambiente melhora a interpretação que elas têm no contexto de aprendizagem infantil. Além disso, o entendimento da ação integrada de funções executivas como a memória de trabalho, o raciocínio, o planejamento e a resolução de problemas compreendem conceitos fundamentais nos processos de ensino e aprendizagem da criança.

OBJETIVO

Ao final do curso espera-se que o aluno tenha compreendido os mecanismos neurais relacionados às habilidades cognitivas e emoções essenciais para a aprendizagem na infância. O aluno deverá compreender de maneira integrada o desenvolvimento dos processos emocionais, motivacionais e de sociabilidade da criança na construção da personalidade e no desenvolvimento da inteligência. 

PROGRAMAÇÃO

Neste curso serão abordados cincos aspectos da aprendizagem na infância em que a neurociência tem evoluído de maneira robusta no entendimento dos seus mecanismos: as emoções, o contágio emocional e a motivação, a sociabilidade, a personalidade e a inteligência. Um último tema de grande importância, as funções executivas, será tratado no último módulo, integrando essas diferentes habilidades dentro da aprendizagem escolar. Inicialmente discutiremos o que acontece no Sistema Nervoso (SN) humano quando sentimos uma emoção e sua importância para a sobrevivência, comunicação social e aprendizagem. Pela ação do Sistema Límbico tudo que é processado no SN ganha um caráter afetivo, seja de forma automática ou vinculando aspectos afetivos nos acontecimentos que são armazenados na forma de memória. Esses processos são particularmente importantes na infância, período em que os novos circuitos neurais estão se formando a partir das experiências vividas. Além disso, o entendimento de que a afetividade e a inteligência, estão em constante construção, particularmente nos primeiros anos de vida, é fundamental para que o professor reconheça a sua importância como o principal mediador entre o aluno, as suas emoções e a aquisição de novos conhecimentos. Por outro lado, as emoções apresentadas pelos professores são facilmente transmitidas para os alunos, influenciando de maneira importante as práticas de ensino e a aprendizagem. Esta nossa capacidade de reconhecer e interpretar as emoções ou as intenções de outro indivíduo sem que ele verbalize o seu sentimento chamamos de ‘Contágio emocional’. No ambiente escolar, esta habilidade tem um papel fundamental na construção coletiva do conhecimento na medida em que as nossas emoções e a dos nossos alunos têm um papel importante nos mecanismos de aquisição de novas informações. A capacidade de se contagiar emocionalmente com outros membros da nossa espécie, aumentou não somente as nossas chances de sobrevivência, mas também propiciou um ambiente, extremamente, favorável para a aprendizagem coletiva, fazendo com que adquiríssemos uma enorme variedade de habilidades uns com os outros. Compreender os fundamentos neurobiológicos do contágio emocional e a sua influência no ambiente escolar propiciará ferramentas para que a aprendizagem ocorra de maneira saudável, eficiente e prazerosa. 11/04/2024, 10:39 Convênios https://uspdigital.usp.br/conveniousp/pcuCadastro?codmnu=6178 4/8 A partir do entendimento da importância das emoções e do contágio emocional nos mecanismos de aprendizagem, iremos discutir o papel que essas habilidades terão sobre os processos de motivação para aprender. Um conjunto complexo de fatores biológicos e sociais influencia a motivação das crianças para participar ativamente das atividades da escola. Para desvendar este quebra-cabeça e garantir que todas as crianças tenham a oportunidade de desenvolver a motivação para aprender, aumentando e melhorando as suas habilidades e fazendo melhores escolhas, vamos explorar nesse módulo os mecanismos cerebrais mais elementares que nos motivam. Vamos também discutir a importância e alguns caminhos de motivação dentro da sala de aula. O resultado da interação entre a emoção, o contágio emocional e a motivação é um ambiente facilitador para a aprendizagem coletiva. A sociabilidade desempenha um papel fundamental na aprendizagem infantil. Pela observação e imitação do que outros indivíduos fazem, modelamos ou repetimos, em nós mesmos, uma habilidade. O reconhecimento do processo de aprendizagem social descrito por Albert Bandura em 1961, estabeleceu novos paradigmas sobre os mecanismos de aprendizagem em humanos, em particular nos primeiros anos de aprendizagem escolar. Nesse curso, vamos discutir alguns conceitos básicos de sociabilidade do ponto de vista da neurobiologia e explorar a importância do estabelecimento de interações positivas nos processos de aprendizagem. Em seguida, avançaremos na discussão sobre a construção de funções cognitivas mais complexas, a personalidade e a inteligência. Durante o desenvolvimento do cérebro da criança, essas habilidades estão entre as mais sofisticadas e controversas. Compreender os processos neurobiológicos nas suas múltiplas dimensões irá facilitar e, eventualmente, melhorar a interpretação que elas têm no contexto de aprendizagem infantil. Variações de personalidade, inteligência e na estrutura cerebral são, em parte, hereditárias. Entretanto, elas também são fortemente influenciadas por fatores como a educação, o ambiente familiar ou estímulos do meio ambiente. Estudos cognitivos, psicométricos, genéticos e de neuroimagem têm convergido e construído novos modelos e paradigmas para a compreensão do estabelecimento dos perfis de personalidade e do desenvolvimento da inteligência humana, permitindo o surgimento de novas estratégias para a melhoria de diferentes tipos de aprendizagem, em particular o letramento e a aprendizagem matemática. Finalmente, discutiremos os conceitos fundamentais sobre Funções Executiva e as suas ações nos processos de ensino e aprendizagem da criança. A ação integrada da memória de trabalho, do controle inibitório, da flexibilidade acadêmica, do raciocínio, do planejamento e da resolução de problemas, resultará em habilidades fundamentais para a execução de tarefas com objetivos específicos. 

PÚBLICO ALVO

Professores e profissionais da educação que atuam com o ensino infantil e fundamental (anos iniciais) e estudantes de graduação em cursos de licenciatura.


CONSULTE


20835 - CURSO DE NEUROCIÊNCIA, EMOÇÕES, MOTIVAÇÃO, SOCIABILIDADE E INTELIGÊNCIA NO ENSINO INFANTIL E FUNDAMENTAL

CERTIFICAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

VAGAS 300

CARGA HORÁRIA 30 horas

INVESTIMENTO R$ 300,00

PERÍODO 19/08/2024 a 23/09/32024


Compartilhe: